Algumas verdades sobre feminismo e machismo

21 abr
Nós podemos fazer isto!

Nós podemos fazer isto!

Volta e meia algum acontecimento atrai a atenção da mídia e das pessoas e traz à tona velhos questionamentos sobre como homens e mulheres devem se comportar perante a sociedade. O último foi a atitude do diretor teatral Gerald Thomas ao enfiar a mão por baixo do vestido da ex panicat Nicole Bahls. Discussões acaloradas foram travadas sobre o assunto e o próprio Pânico na Band, programa onde a garota trabalha, aproveitou-se da situação e mostrou supostas feministas protestando na porta da emissora. Mas o questionamento desse post não é sobre a atitude do diretor, já comentada exaustivamente, e sim como muitas das pessoas envolvidas nas discussões não tinham o menor conhecimento sobre o que estavam discutindo: feminismo e machismo.

Supostas feministas em protesto na frente da Band

Supostas feministas em protesto na frente da Band

Logo no início do programa, foi mostrado um grupo de mulheres que estava protestando na frente da emissora. Segundo o apresentador do Pânico, elas seriam “feministas mais radicais” e estavam revoltadas com o diretor Gerald Thomas. As mulheres, visivelmente alteradas, apenas xingavam o diretor e não explicavam o motivo da atitude dele ser considerada errada pelo grupo. A única pergunta feita pelo repórter do programa às feministas foi “você está aqui desde que horas?”, respondida por uma delas com “desde as 7 horas da manhã”. O programa acontece durante a noite de domingo.

A manifestação mostrada pelo programa não convenceu. Muitos acharam a mobilização fake, forjada para causar mais polêmica e conseguir audiência. Mesmo assim, a matéria contribuiu para fortalecer a imagem deturpada que se tem do feminismo: mulheres revoltadas, recaldas, desocupadas e mal amadas. “Elas estão reclamando por que não são gostosas como a Nicole Bahls”, “essas feministas são tudo feia e revoltada mesmo”, “é muita falta do que fazer”, foram alguns do comentários postados nas redes sociais sobre o assunto.

Direitos iguais para homens e mulheres

Feminismo: direitos iguais para homens e mulheres

Pra comecar, o que seriam “feministas mais radicais”? Pessoas feministas buscam direitos e deveres iguais para homens e mulheres. Como alguém pode ser feminista mais ou menos radical? Não tem uma gradação para isso. Ou a pessoa acredita em direitos iguais para os sexos, ou não.  Reparem: pessoas. Não apenas mulheres. Sim, homens também podem ser feministas. Assim como mulheres também podem ser machistas. E como são…Quando a mãe manda a filha lavar a louça, enquanto o filho vai jogar videogame. Quando vigia e reprime a vida sexual da filha, mas incentiva o filho a “pegar” as menininhas. Quando repreende a filha por seu quarto desarrumado, mas acha normal o do garoto estar uma zona, afinal “isso é coisa de homem”.

Mulheres também podem ser machistas

Mulheres também podem ser machistas

Mulheres feministas também podem ser vaidosas. Uma coisa não exclui a outra. Elas apenas mostraram como adereços usados pelas mulheres podem ser símbolos da repressão imposta à elas. Essa imposição é o problema, pois o feminismo defende o direito à liberdade de escolha da mulher. Se ela quiser pintar as unhas, alisar o cabelo, usar maquiagem ou salto alto, não virará uma inimiga do feminismo.

Feminismo: direitos iguais para homens e mulheres

Homem também pode ser feminista. Foto: Nanni Rios

O feminismo, como alguns ainda pensam, não prega a superioridade da mulher em relação ao homem. Ele prega a liberdade de escolha, como já foi dito acima. Essa liberdade se expande também aos homens. Quem acredita no feminismo, não crê em conceitos pré-estabelecidos sobre o que é coisa de homem e o que é coisa de mulher. Homem pode usar rosa e gostar de dançar. Mulher pode jogar futebol e gostar de sexo.

Feminismo não é o contrário de machismo. O machismo sim, defende os direitos e atitudes dos homens baseado na superioridade do sexo masculino. O pensamento machista considera normal uma mulher ganhar menos que o homem, mesmo exercendo uma tarefa igual. Ou crê que tarefas domésticas são obrigação da mulher, podendo o homem “ajudar” ou não, de acordo com a sua generosidade. Ou rotula mulheres como vagabundas ou “pra casar”.

Para os homens que acham legal "canta"r as mulheres no meio da rua.

Para os homens que acham legal “cantar” as mulheres no meio da rua

E esse pensamento machista é muito perigoso. É ele o principal responsável pelos casos de violência doméstica no Brasil, segundo o Ministério Público. Em 46% dos casos, homens agridem suas mulheres por conta do machismo. Isso sem falar nos inúmeros casos de estupros que ocorrem todos os dias no mundo, ainda “amenizados” com os discursos de “ela provocou”, “ela não se deu ao respeito”, “quem sai vestida daquele jeito quer isso mesmo”. O feminismo, ao contrário, não produz vítimas.  Tampouco, culpados.

feminista

Roupa curta não é motivo para assédio

Será que você é feminista?

Você concorda que:

  • Mulheres devem receber o mesmo valor que homens para realizar o mesmo trabalho?
  • Mulheres devem ter direito a votar e ser votadas?
  • Mulheres devem ser as únicas responsáveis pela escolha de suas profissões, e que essa decisão não pode ser imposta pelo Estado, pela escola nem pela família?
  • Mulheres devem receber a mesma educação escolar que os homens?
  • Cuidar dos filhos deve ser uma obrigação de ambos, o pai e a mãe?
  • Mulheres devem ter autonomia para gerir seus próprios bens?
  • Mulheres devem escolher se, e quando, se tornarão mães?
  • Mulheres não devem sofrer violência física ou psicológica por se recusar a fazer sexo ou por desobedecer o pai ou marido?
  • Tarefas domésticas são de responsabilidade dos moradores da casa, sejam eles homens ou mulheres?
  • Mulheres não podem ser espancadas ou mortas por não quererem continuar em um relacionamento afetivo?

Se marcou sim em todas ou quase todas… Sim, você é feminista!

(Teste adaptado de um original da Cynthia Semiramis.)

Saiba mais sobre o feminismo:

Anúncios

Uma resposta to “Algumas verdades sobre feminismo e machismo”

  1. Nathalia Ferreira 21/04/2013 às 8:54 am #

    Siiim, para todas. Lógico. Não acredito que tem gente que responda algum não. 🙂

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: